Quinta, 20 de Janeiro de 2022
Polícia CRIME

Polícia investiga motivos que levaram mãe a matar os dois filhos em Guapimirim

Pessoas próximas afirmam que Stephany era "boa mãe" e suspeitam de surto psicótico

12/01/2022 09h53 Atualizada há 1 semana
1.568
Por: Redação
Polícia investiga motivos que levaram mãe a matar os dois filhos em Guapimirim

Um crime bárbaro assustou os moradores de Guapimirim, na região metropolitana do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (10). Stephany Ferreira Peixoto, de 36 anos, esfaqueou os dois filhos dentro da própria casa: Bruno Leonardo, de 6 anos, e Arthur Moisés, de 3, morreram na hora.

As execuções aconteceram no início da tarde, enquanto o marido de Stephany e pai das crianças estava fora de casa, trabalhando. Depois do crime, a mulher tentou se suicidar, cortando os próprios pulsos, mas foi encontrada com vida pelos policiais. Ela foi encaminhada ao Hospital Municipal José Rabello de Melo, onde se recuperou, e foi levada pra prisão.

 

Pessoas próximas à família afirmam que Stephany era "boa mãe", e a principal linha de investigação da polícia sugere que ela tenha sofrido um surto psicótico. Nas redes sociais, não faltavam fotos e vídeos, com legendas carinhosas direcionadas aos dois meninos. Em uma das publicações - disponível no perfil que ainda consta ativo - ela se declarou ao caçula Arthur, no aniversário de 3 anos do menino: "você veio em forma de milagre".

"Quando chegamos, a porta da sala estava aberta, e Stephany estava sentada no chão da sala bastante ensanguentada, com os pulsos cortados. Reparamos também um cheiro muito forte de gás. Perguntada sobre as crianças, ela apontou para o quarto. Lá foram encontrados os corpos das crianças. Ela tentava, ainda, provocar um incêndio no imóvel (para consumar o sucídio). Ao ser questionada sobre a motivação do crime, ela ficou em silêncio por alguns segundos, e depois respondeu: "matei meus filhos, minha vida acabou, me deixe morrer", contou o delegado Antonio Silvino Teixeira, titular da delegacia de Guapimirim, responsável pelo caso.

Stephany está presa e será ouvida pela Polícia Civil, que ainda tenta descobrir a motivação do crime. O marido, que não teve o nome revelado, também será ouvido pelos agentes. Ele foi pego de surpresa com uma ligação da esposa, avisando que tinha matado os filhos e se suicidaria em seguida. Ele ainda tentou correr para casa, mas não chegou a tempo de evitar o pior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.