Sábado, 25 de Junho de 2022
19°

Chuva

Magé - RJ

Anúncio
Geral Paraná

Câmera de segurança flagra lobo-guará no Parque Estadual de Vila Velha

A noite desta quarta-feira (22) contou com a presença de um visitante ilustre no Parque Estadual de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, nos Cam...

23/06/2022 às 15h10
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Paraná
Foto: Reprodução/Secom Paraná

A noite desta quarta-feira (22) contou com a presença de um visitante ilustre no Parque Estadual de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Um lobo-guará foi avistado na portaria principal do Parque.

Por ser uma área de preservação ambiental, a Unidade de Conservação se torna um refúgio do lobo-guará e de outras espécies. O Parque Vila Velha é uma concessão à iniciativa privada pelo projeto Parques Paraná, do Instituto Água e Terra (IAT).

Nesse processo, o Estado concede a uma empresa vencedora de licitação, o direto da exploração comercial dos atrativos turísticos, com a promoção de melhorias e preservação ambiental – benefícios que retornam aos paranaenses ao final do contrato de concessão.

“A presença do animal em uma Unidade de Conservação Estadual mostra o quanto esses locais são importantes para o abrigo da biodiversidade paranaense, que é rica e bela. Temos 70 Unidades de Conservação no Estado, sendo 24 abertas para visitação pública atualmente, mas com a políticas públicas voltadas sempre ao turismo sustentável, visando a conservação do bioma e das espécies que vivem nestes locais”, disse o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto.

“Os lobo-guará têm um perfil tímido, nada agressivo e não atacam seres humanos. O comportamento deles, quando na presença de pessoas, é fugir e se esconder. A orientação para quando alguém encontrar este animal no Parque é manter a calma e avisar nossos colaboradores”, afirma o gestor do Parque, Leandro Ribas.

O lobo-guará é uma das espécies que aparece constantemente na lista de vulneráveis do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Isso significa que ele tem um risco elevado de extinção nas próximas décadas, caso medidas não sejam tomadas. Atualmente, são cerca de 14 mil lobos-guarás no Brasil.

No Paraná, a situação é ainda mais grave, onde a espécie é considerada em perigo, ou seja, com risco muito elevado de extinção.

A visita ilustre pode ser vista neste link: https://youtu.be/-JiKwiRd5BA

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.