Domingo, 26 de Junho de 2022
19°

Chuva

Magé - RJ

Anúncio
Geral Tocantins

Polícia Civil do Tocantins promove a incineração de mais de meia tonelada de drogas em Araguaína

Entorpecente havia sido apreendido pela Polícia Rodoviária Federal na última terça-feira, na cidade de Nova Olinda

23/06/2022 às 11h35
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Compartilhe:
Foram incineradas cerca de meia tonelada de drogas, que haviam sido apreendidas durante procedimento realizado pela Polícia Rodoviária Federal - Foto: Segurança Pública/Governo do Tocantins
Foram incineradas cerca de meia tonelada de drogas, que haviam sido apreendidas durante procedimento realizado pela Polícia Rodoviária Federal - Foto: Segurança Pública/Governo do Tocantins

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) incinerou nessa quarta-feira, 22, cerca de meia tonelada de drogas, que haviam sido apreendidas durante procedimento realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 153, nas imediações da cidade de Nova Olinda, na última terça-feira, 21.

A ação que resultou na destruição de 492 kg de maconha e 11 kg de cocaína foi devidamente autorizada pela Justiça e realizada pela equipe da 33ª Delegacia de Nova Olinda, sob a coordenação do delegado Charles Arruda e ocorreu em uma cerâmica da cidade de Araguaína.

O procedimento de destruição das drogas, que estão avaliadas em mais de R$ 3 milhões de reais, foi acompanhado por agentes da Vigilância Sanitária, representantes do Ministério Público e também policiais civis da 33ª DP e também da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil (1ª DRPC), de Araguaína.

Segundo o delegado Charles Arruda, o carregamento de drogas estava escondido em um caminhão baú, que vinha da região de Belém do Pará e tinha como provável destino o estado de Goiás. Durante a averiguação feita pela PRF, o motorista do veículo foi preso em flagrante e autuado por tráfico interestadual de drogas. Além disso, também foram apreendidos dois veículos e um ultraleve.

Ainda conforme a autoridade policial, o entorpecente teria origem em países vizinhos como Colômbia ou Peru e estava sendo transportado para o Brasil por meio dos estados do norte do país. Ao comentar a incineração do carregamento de maconha e cocaína, o delegado Charles enfatizou que o entorpecente não vai mais chegar às mãos de traficantes e nem será distribuído para usuários nas cidades brasileiras.

“A destruição da droga é mais um duro golpe contra o crime organizado, visto que a quantia apreendida e agora destruída de entorpecente está avaliada em mais de R$ 3 milhões. Desse modo, além de um grande prejuízo ao tráfico, a incineração assegura que a maconha e a cocaína não serão mais comercializadas e tampouco irá para as mãos de traficantes e usuários, trazendo mais segurança a toda a população”, destacou a autoridade policial.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.